Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

image.jpg

Velhinhos solitários; vidas chatas que sofrem uma mudança inesperada e interessantes flashbacks ao passado. Eis a fórmula que tem conquistado leitores em todo o mundo com títulos como A Improvável Jornada de Harold Fry (Rachel Joyce, 2012) ou A Elizabeth Desapareceu (Emma Healy, 2013). Agora que está a conquistar o mundo é Ove. O sueco é um viuvo rezingão que, tendo perdido a mulher o o emprego não vê sentido na vida e quer matar-se tranquilamente. Mas, de cada vez que planeia o suicidio é interrompido por um vizinho a necessitar da sua ajuda. Ora a vizinha estrangeira de 30 anos, grávida e sem carta; ora o seu marido sem jeito para nada, ora o jovem gordinho, ora um gato vadio que insiste em ser seu amigo. E Ove não quer chegar ao outro lado sem ajudar as pessoas, afinal a sua mulher pode estar a vê-lo. Fredrik Bakman é o autor de Um Homem Chamado Ove, um sucesso mundial assente nas emoções, bem escrito e ternurento.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.