Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

14 Ago, 2014

Snowpiercer (2013)

 

 

 

Num futuro próximo, a Terra está congelada e a vida extinguiu-se quase por completo, após uma última tentativa de eliminar o aquecimento global. Os únicos sobreviventes vivem, há 17 anos, num comboio gigante que anda sem parar à volta do planeta. Lá dentro, há uma sociedade de classes bem definida. Os mais ricos e poderosos vivem na frente e os mais pobres e desprotegidos vivem lá atrás. É claro que, os oprimidos querem conhecer o resto do comboio e ter acesso à frente do comboio. É disso que Curtis (C. Evans, o Capitão América) se quer assegurar, pensando, desde a primeira cena, na forma de materializar a revolta. Consegue-a, com a ajuda de Namgoong (Kang-ho Song), que desenhara as portas do comboio e que não se importa de revelar os seus segredos em troca de droga. Segue-se pois a invasão, vagão a vagão, com tremendas cenas de pancadaria, negras e cruas, não fosse o realizador coreano. No fim, Curtis quer encontrar Wilford (Ed Harris), o rei do comboio. E encontra. Tremenda experiência cinematográfica que conta, para além dos efeitos e de um ambiente negro, com a participação de Jamie Bell (Tintin), Tilda Swinton (Eu Sou O Amor), John Hurt (V For Vendetta) ou Octavia Spencer (As Serviçais).

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.