Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

Cresci com este filme e sempre me revi em Daniel-san. O vhs cá de casa está mais do que danificado, o que é uma pena, mas é também sinal de que foi visto e revisto até à exaustão. Em 1987 entrei para o Karaté, com três anos de idade e três anos depois do lançamento desta fita. Por lá fiquei durante dez anos. Talvez por isso o filme me tivesse dito tanto, me tivesse marcado de forma tão intensa. Ou talvez porque é de facto um bom filme, com mensagens paralelas, com bons momentos de relação mestre-aluno, com as dificuldades da adolescência mas também com aquela coisa que só os 80's tiveram e que não sabemos bem traduzir por palavras.