Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

 

Parecia daquelas séries leves que, ao terceiro episódio perde a graça. Ao oitavo ainda me agrada. Não será a melhor série do ano mas, este Mr. Sellfridge é muito interessante. O senhor do título, interpretado por Jeremy Piven, conhecido mas um ator de segunda, foi um americano que, em 1906 se mudou para Londres e por lá abriu o Sellfride & Co, hoje mais conhecido como Sellfridges.

 

Com a sua personalidade inovadora e irrequieta, Harry Gordon Sellfridge transformou um terreno baldio na Oxford Street num armazém de sucesso e a zona numa das mais procuradas da capital inglesa. Até à altura, os produtos estavam guardados, longe da vista dos clientes. Sellfridge quis expô-los e coloca-los de forma espampanante aos olhos dos clientes, de modo a que eles comprassem não só que precisavam mas também aquilo que nem sabiam que queriam.

 

Em paralelo, Sellfridge luta contra o fantasma do pai; tenta agradar à mulher, que adora, mesmo tendo vários casos. Num segundo plano, as hist´prias dos seus empregados ganha volume. Interessante.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.