Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

kurt-doc.jpg

 

Kurt Cobain queria ter sucesso na música mas não aguentou o sucesso que viria a ter, cedendo ao peso da sua personalidade tímida e depressiva. Ter-se-há (persistem teorias da conspira suicidado na sua garagem com 27 anos, já lá vão mais de 20. E já se sabe que os grandes artistas nunca morrem, porque deixam obra feita e porque os familiares insistem em ter baus de raridades que vão libertando sempre que precisam de dinheiro. Só o dinheiro - e será muito, já que os milhões de fans não esqueceram os Nirvana - justifica este filme, uma manta de retalhos de filmagens caseiras inéditas; de atuações lendárias e de testemunhos selecionados. Não havendo material suficiente, há bons momentos de animação da vida do músico, cenas de filmes e muito mais.  Produzido pela filha de Kurt, Montage of Heck até poderia ser interessante como um documentário sobre o homem e não o músico. Mas não é isso. Não nos dá novidade nem nos leva a lado nenhum. É uma banalidade e, pelo que se sabe de Cobain, a banalidade era algo contra a qual lutava.