Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

640x0_1404829968.jpg

 A Europa não faz bem a Woody Allen. Quase sempre melhor recebido cá do que nos EUA, o velhote neurótico mudou-se para o Velho Continente, em troca de euros. Filmou Paris, Roma ou Barcelona. Agora, mudou-se para o sul de França e passou pela Alemanha. Conta, numa história chata e previsível a história de uma charlatã, suposta medium, que outro charlatão, suposto mágico chinês, não consegue desmascarar. Umas férias para Emma Stone e Colin Firth. A Allen, que já fez muito pelo cinema, receita-se um regresso à sua Nova Iorque onde criou e filmou pérolas como Balas Sobre a Brodway, Os Dias da Rádio ou Ana e as Suas Irmãs.