Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

No dia 24 deste mês, pelas 18h00, estarei na Biblioteca da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, a apresentar, com muita honra, a obra poética do escritor baiano Wesley Correia, Deus é Negro. O título que provoca sem chocar, é um convite a uma viagem pela vida da perspetiva do homem negro, herdeiro de uma cultura milenar, que se comove e comove nas dificuldades da vida, mas que acima de tudo pede a bênção aos ancestrais, aos seus mais velhos, aos deuses da sua cor, que vieram nos porões dos navios negreiros. A vida é um obi aberto em alafia, e não é pouco.

1 comentário

Comentar post