Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

Boot Camp (2007), estrelado pela lindíssima Mila Kunis, Peter Stormare e Gregory Edward Smith, é um poderoso e revoltante thriller sobre a experiência do "amor duro", modelo de recuperação de jovens considerados problemáticos, inaugurado na década de 1970. Treino militar, violência física e psicológica, num programa que condena os jovens a uma programação mental mais do que a uma recuperação de maus hábitos. A perpetuação destes campos - que levam ao extremo um projeto de "reabilitação escutista", chamemos-lhe assim - é motivo mais do que suficiente para este filme, ao mesmo tempo que revela tão bem e também a profunda incoerência e falência do modelo social e pedagógico norte-americano. Carlos M. Reis classica o filme como uma mistura de “Battle Royale” com “The Island of Dr. Moreau”, os quais não conheço. Um filme que merece a pena ver.