Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

21 Set, 2015

Chappie (2015)

 

Chappie_(1).jpg

 

Num futuro não muito distante, o violento crime na África do Sul é combatido por robots inteligentes. Deon Wilson (Dev Patel) é o jovem cientista responsável pela criação que deu fama e fortuna à Tetravaal, empresa liderada por Michele (Sigourney Weaver).

 

Sempre com a mente a fervilhar, Deon aproveita-se da “carcaça” de um robot avariado para o recuperar e lhe acrescentar algumas melhorias na inteligência artificial. É assim que nasce Chappie, um robot com consciência humana, uma consciência tão avançada que se torna num humano em pele robótica.

 

Na altura em que se apercebe da magnitude da sua criação, Deon é intercetado por um trio de criminosos. Ninja, Yo-Landi (um conhecido duo de rappers sul-africanos na vida real) e Amerika são marginais na base da cadeia alimentar do crime de Joanesburgo que precisam de fazer dinheiro rapidamente para entregarem a Hippo, rei do submundo. O seu plano é terem um robot a ajuda-los. Mas, ao conhecerem Chappie começam a desenvolver uma relação. Chappie trata Amerika com um amigo e Ninja e Yo-Landi como pai e mãe. Eles passam a ser as suas referências e Chappie torna-se num gangster com bom coração. Mas um gangster.

 

Esta é a oportunidade perfeita para Vincent (Hugh Jackman) engenheiro invejoso da Tetravaal diabolizar as criações de Deon e libertar o seu próprio robot, inviabilizado até agora. Um filme de comédia, ação, ficção científica e muito mais que nos leva a uma reflexão sobre o que é a consciência humana e qual o sentido da vida tanto que Chappie, a certa altura, questiona Deon: “Porque me fizeste, só que para eu possa morrer?”. A pergunta da clássica que todos queremos fazer ao criador.