Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

 

Ben Stiller regressa no papel de realizador (eram dele O Melga de 1996, Zoolander de 2001 ou Tempestade Tropical de 2008) com A Vida Secreta de Walter Mitty, um filme com aproximações a O Homem das Sete Vidas (The Secret Life Of Walter Mitty) de 1947. Stiller, também protagonista, é Walter Mitty, um homem simples e de rotinas que trabalha na revista Life por altura do seu último número.

 

Para contrariar a sua vida chata, Mitty tem uns episódios nos quais se imagina como um herói de ação, saltando para prédios prestes a explodir para salvar alguém ou imaginando-se como um explorador sem medo. Estas suas ausências da realidade são, claro, gozadas pelos que o rodeiam. A sua vida só ganha algum sal quando conhece Cheryl (Kristen Wiig de A Melhor Despedida de Solteira) e quando perde a fotografia que seria a obra prima do conhecido fotógrafo Sean (Sean Penn) e a capa da última revista.

 

Com o incentivo de Cheryl parte para uma grande aventura, desta vez real, e busca do paradeiro do misterioso artista e da fotografia, passando pela Gronelândia ou Islândia. Um filme muito interessante sobre o poder dos sonhos e as barreiras a quebrar para os concretizar.