Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

05 Set, 2013

A Princesa de Gelo

 

 

A escritora Erica Falck deixa Gotemburgo após a morte dos pais e regressa a Fjallbacka, pequena vila costeira sueca, para arrumar a casa da família e arrumar os seus pensamentos.

 

Pouco depois de chegar, Alexandra, sua amiga de infância, aparece morta na banheira, com os pulsos  cortados. Com dúvidas sobre o sentido da sua vida na grande cidade, ainda a sofrer com a morte dos pais e curisosa com o que terá acontecida a Alex, de quem fora muito próxima, mas com quem não convivia há 25 anos, Erica vai-se deixando estar na pequena vila.

 

É lá que convive com Dan, antigo namorado e atual amigo e é lá que vai refletindo sobre Anna, irmã mais nova, casada com um homem ganacioso e que a maltratata e quer vender a casa dos sogros.

 

Ligado à morte de Alex, parece estar Anders, pintor genial com tendência para a autodestruição que seria amante de Alex. Esta é apenas um dos personagens que gravitam à volta do núcleo central da história, enriquecendo-a profundamente.

 

Erica, curiosa e com a recordação da antiga amizade na cabeça, quer saber o que aconteceu à misteriosa Alex e acaba mandantada pela família para escrever sobre Alexandra, conhecendo assim o seu ex-marido e colegas de trabalho.

 

Mas, só quando reecontra Patrick, polícia e amigo de infância é que ao caso ganha nova luz. Patrick, polícia recentemnete separado, nunca esqueceu Erica, paixão platónica desde sempre e a chama facilmente se volta a acender, desta vez, com Erica a retribuir o sentimento. À medida que  o casal se apaixona, também a investigação avança, uma vez que ambos se complementam.

 

Uma história bem pensada, bem escrita e que não para jamais de surpreender. O grande destaque para além de todas as surpresas é a forma como cada personagem, quer dure uma página, quer dure todo o livro, parece existir mesmo, tal a profundidade apresentada. Os personagens de Camilla Lackberg fazem a sua aparição na história e depois, parecem voltar à sua vida, como se existissem mesmo nas ruas de Fjallbacka.