Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

Amor e Anarquia (2020-?)

Novembro 24, 2020

Francisco Chaveiro Reis

AAAABRaFaYmapxDdgfZGsMDhntkyP1pDAzRClMXl1QF-oWx9i6

Amor e Anarquia é uma comédia sueca, já disponível no Netflix. Sofia (Ida Engvoll) é uma consultora independente, responsável por ajudar empresas a dar a volta a momentos maus. Mulher sofisticada, casada com um realizador de anúncios publicitários e mãe de dois, anda numa fase de tédio e confusão, que combate, em parte, masturbando-se, um pouco por todo o lado. Quando entra de raspão numa peculiar editora, é apanhada em cheio pelo jovem informático temporário, Max (Bjorn Mosten), começando assim uma relação de humor e algum amor, recheada de pequenos jogos. Rodeados de personagens únicas, sobretudo os que trabalham na editora, os dois vivem momentos hilariantes que, na verdade, os distraem das suas pequenas tragédias.

1984 - Graphic Novel (2020)

Novembro 19, 2020

Francisco Chaveiro Reis

1984-george-orwell-companhia-das-letras-poster-70-Seguindo a mesma lógica de simplificação de livros densos, que já aqui explanei há pouco tempo, saiu 1984, a imortal obra-prima de George Orwell, adaptada a graphic novel, por Fido Nesti. Se a história é mais do que conhecida, esta brilhante visualização é uma excelente desculpa para regressara a um dos livros mais relevantes da história da humanidade. Ele, que até se mantém bastante atual.

O Mágico de Auschwitz / O Manuscrito de Birkenau (2020)

Novembro 18, 2020

Francisco Chaveiro Reis

714981.png

No ano em que se assinalam os 75 anos da libertação do campo de extermínio de Auschwitz, têm chegado às livrarias inúmeras obras sobre a vida no local central do horror nazi. Se a nível mundial, se destacam títulos como O Tatuador de Auschwitz ou o Carteiro de Auschwitz, a nível local, o sempre prolifico José Rodrigues dos Santos lançou dois volumes. Se JRS não será o melhor escritor, não há dúvida que consegue muitas vezes encontrar ângulos alternativos e de interesse. No primeiro volume, muito mais interessante do que o segundo, apresenta-nos Herbert Levin (que existiu de facto), um ilusionista famoso na República Checa, que acaba no gueto judeu e depois, já imaginamos onde. JRS começa por apresentar um vivo da Praga ocupada e da degradação da vida dos seus judeus, sem deixar de passar pelas motivações místicas dos nazis, como a sua crença de que o povo ariano descendia dos atlantes.

Em paralelo, conhecemos a história de Francisco, um português duro, integrado na Legião Estrangeira, que se vê na Rússia, apaixonado por uma jovem russa. No segundo volume, como seria de esperar, vemos já esta dupla em pleno campo, cada um no seu papel.

Se o primeiro volume sabe contar a violência, o segundo, em situação bem mais delicada, nem sempre usa do bom gosto, apesar de ser essencial para concluir a história.

A alma perdida (2020)

Novembro 17, 2020

Francisco Chaveiro Reis

alma-perdida-site.png

Disfarçado de livro infantil, A Alma Perdida, da Nobel, Olga Tokarczuk, é um livro peculiar. Tem pouco mais do que uma página de texto, mas esse texto vale os quase vinte euros da obra. Mas grande parte do livro vive das fabulosas ilustrações de Joanna Concejo. A não perder.

The Crown, 4 (2020)

Novembro 15, 2020

Francisco Chaveiro Reis

the-crown-lady-diana.jpgThe Crown já regressou à antena da Netflix para a sua quarta temporada, na qual apresenta a personagem mais aguardada: Lady Di (Emma Corrin, muito bem). Vemos como a família real britânica aprova a inclusão da jovem inocente Diana Spencer no seu seio, mesmo sabendo que o casamento de Carlos não será amor, de, pelo menos, de um dos lados. Também nova é a personagem de Margaret Thatcher (fantástica Gillian Anderson), como contraponto a uma classe privilegiada, ociosa e snob. The Crown, soma e segue.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D