Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

 

Não há volta a dar, os zombies estão na moda. Walking Dead é sucesso mundial e o género não poderia deixar de acompanhar o género. Este ano, estreou-se Guerra Mundial Z. Era de esperar que os zombies chegassem ao cinema, mas em versão cómica. É o que traz Sangue Quente. Num mundo dividido entre humanos e zombies, R, zombie sente-se diferente de todos os outros e, ainda mais diferente se sente quando vê a humana Julie. Para evitar que seja devorada, leva-a para a sua casa e inicia uma bonita história de amor, cheia de peripécias.

 

Criaturas maravilhosas - É mais um filme numa pequena cidade americana no qual um adolescente se apaixona por outro com poderes sobrenaturais. Ao contrário da saga Twilight, neste caso é o rapaz que é humano e a rapariga, sobre-humana. Lena chega a uma pequena cidade sulista e conhece Ethan. Pouco demora até que se apaixonem, algo que preocupa a família de Lena. Na noite em que fizer 16 anos, Lena tornar-se-há numa feiticeira "boa", como grande parte da família, ou "má", como a mãe. Acrescenta a isso a maldição que impede Lena de se apaixonar por um humano. Mas, Ethan, não desiste. Interessante filme, com muito humor e romance e estrelado por Jeremy Irons, Emma Thompson ou Viola Davis.

 

O fundamentalista relutante - Changez (Riz Ahmed) é um jovem paquistanês que procura o sucesso no mundo da finança. Depois de se licenciar, com distinção por uma das maiores universidades dos EUA, muda-se para Wall Street como protegido do patrão, Jim (Kiefer Sutherland). Rico, importante para a empresa e com uma namorada, Erica (Kate Hudson), vive o sonho americano. Até que se dá o 11 de setembro e a sua pele e nacionalidade passam a ser olhadas de lado e, o sonho cai por terra. Já no Paquistão natal, como professor, encontra o jornalista/espião Bobby (Liev Schreiber) a quem cabe perceber se Changez é, ou não, um terrorista.

 

 

Paixões proibidas - Lil (Naomi Watts) e Roz (Robin Wright) são as melhoras amigas desde crianças, vivendo num pequeno paraíso australiano. Mães de dois filhos adolescentes, começam a cobiçar os filhos uma da outra, entrando num estranho quarteto amoroso que parece resistir a tudo.

O novo dos irmãos Cohen mostra uma semana na vida de Llewyn Davis, um cantor folk nos EUA dos anos 60, que não conhece o sucesso. Mal vestido, com frio e fome, anda de casa em casa em busca de algo que nunca encontra, sendo um eterno insatisfeito. Interpretado  por Oscar Isaac (Drive, Sucker Punch ou O Legado de Bourne), Llewyn é um homem perdido, não conseguindo impor-se num mundo competitivo da música após a morte do amigo com quem formava um duo e com quem dias de ténue glória. À sua volta, músicos seus amigos parecem ter sucesso, mesmo que ele não lhes reconheça talento como o seu. Dorme nos sofás de amigos a quem engravida as mulheres, as maltrata ou a quem deixa fugir o gato. Não se orgulha do pai nem se dá bem com a vida burguesa da irmã. Apesar de tud isto, nunca o vemos como "mau". Llewyn anda à procura de si e nunca se encontra, um pouco como o filme.

02 Jan, 2014

A Cartuxinha

 

Comer bem e barato parece tarefa difícil, ainda para mais quando se fala da noite da passagem de ano. Mas, ali na Mouraria (Rua das Farinhas, n.º 7) conseguiu-se comer muito e bem por menos de 13 euros sendo que cada prato (cerca de 6 euros) com um arroz à parte daria para duas pessoas. Comeu-se sobremesa e beberam-se cervejas, vinho e sangria. Trata-se de um pequeno resturante com comida de São Tomé e Príncipe e empregados amáveis e prontos a esclarecer dúvidas culturais. A Cartuxinha merece casa cheia todos os dias.

 

Rua das Farinhas, número 7

Arroz de gambas. Um pouco picante com muitas gambas.

 Cachupa. Um deliciosa combinção de feijão, milho e carnes.

 Entrecosto com banana frita.

 Muamba.

Verdadeira mousse de manga.

Pág. 4/4