Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Voo do Colibri

«O Colibri não é apenas um pássaro qualquer, o seu coração bate 1200 vezes por minuto, bate as suas asas 80 vezes por segundo, se parassem as suas asas de bater, estaria morto em menos de 10 segundos. Não é um pássaro vulgar, é um milagre.»

22 Out, 2013

Carvoaria Jacto

Depois de muito ma terem gabado, experimentei ontem esta Carvoaria Jacto, sita ali nos Anjos, na Rua Maria Andrade. O espaço é simples mas bem decorado, com um painel que parafraseia um excerto de A Ilíada (onde fala de carne, pois claro) e com meia dúzia de camisolas de futebol autografadas por jogadores que parecem ser visita regular. Mas, a melhor decoração são os armários com vinhos e a montra de sobremesas.

 

Para começar, tostas e pão onde se podem colocar patés e queijos vários, desde um mais seco a um requeijão com doce. Há ainda salgados, muitos e bons, desde empadas a chamuças, passando pelo croquete e pastel de bacalhau. Todos bem fritos, sem escorrer óleo e muito saborosos. Se houver coragem há fatias de bôla de carne.

 

Começa-se bem mas, ali, reina a boa carne.

 

A escolha não acaba, tendo provado a espetada especial com carne de vaca e de porco, ambas bem grelhadas e temperadas, entremeadas por pimento e chouriço, como se quer. Como carne de primeira que é, desfaz-se na boca. Há pratos do dia, uma carta convencional com várias espetadas, postas mirandesas e outros clássicos. Pode-se ainda escolher uma parte de um qualquer animal e pedir-se o peso que se bem entender, sendo que 200 gramas de uma qualquer parte da vaca, são já uma refeição de rei. Para acompanhar, boas batatas e bom esparregado.

 

No fim, resistiu-se à tarte crocante de chocolate, às mousses ou à tarte de amêndoa. Só não se resistiu à sericaia, fresca e fofa, bem acompanhada por uma ameixa de Elvas.

 

Um festim por menos de 18 euros, coisa rara, em termos de qualidade e preço, em Lisboa.