Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Chappie (2015)

por Francisco Chaveiro Reis, em 21.09.15

 

Chappie_(1).jpg

 

Num futuro não muito distante, o violento crime na África do Sul é combatido por robots inteligentes. Deon Wilson (Dev Patel) é o jovem cientista responsável pela criação que deu fama e fortuna à Tetravaal, empresa liderada por Michele (Sigourney Weaver).

 

Sempre com a mente a fervilhar, Deon aproveita-se da “carcaça” de um robot avariado para o recuperar e lhe acrescentar algumas melhorias na inteligência artificial. É assim que nasce Chappie, um robot com consciência humana, uma consciência tão avançada que se torna num humano em pele robótica.

 

Na altura em que se apercebe da magnitude da sua criação, Deon é intercetado por um trio de criminosos. Ninja, Yo-Landi (um conhecido duo de rappers sul-africanos na vida real) e Amerika são marginais na base da cadeia alimentar do crime de Joanesburgo que precisam de fazer dinheiro rapidamente para entregarem a Hippo, rei do submundo. O seu plano é terem um robot a ajuda-los. Mas, ao conhecerem Chappie começam a desenvolver uma relação. Chappie trata Amerika com um amigo e Ninja e Yo-Landi como pai e mãe. Eles passam a ser as suas referências e Chappie torna-se num gangster com bom coração. Mas um gangster.

 

Esta é a oportunidade perfeita para Vincent (Hugh Jackman) engenheiro invejoso da Tetravaal diabolizar as criações de Deon e libertar o seu próprio robot, inviabilizado até agora. Um filme de comédia, ação, ficção científica e muito mais que nos leva a uma reflexão sobre o que é a consciência humana e qual o sentido da vida tanto que Chappie, a certa altura, questiona Deon: “Porque me fizeste, só que para eu possa morrer?”. A pergunta da clássica que todos queremos fazer ao criador.

Autoria e outros dados (tags, etc)






BLOGOSFERA

LETRA - A


Antropocoiso

A FORMA E O CONTEÚDO

Aventar

[a barriga de um arquitecto]

às nove no meu blogue

Autores e Livros

Aspirina B

ABC do PPM

A barbearia do senhor Luís

A Natureza do Mal

Arcebispo de Cantuária

A Arte da Fuga

Ativismo de Sofá

o Avesso do Avesso

A Terceira Noite

A B S O R T O

Água Lisa

Arcadia

avatares de um desejo

A Causa Foi Modificada

 

LETRA - B


BLASFÉMIAS

Banco Corrido.

Bicho Carpinteiro

Bibliotecário de Babel

...bl-g- -x-st-

blogue dos marretas

cinco dias

Câmara de Comuns

Corta-fitas

Causa Nossa

Clube das Repúblicas Mortas

Cadeirão Voltaire

Córtex Frontal

Cibertúlia

CHARQUINHO

classepolitica

Cartas de Política

 

LETRA - D


Delito de Opinião

Diário Ateísta

Da Literatura

Direito & Economia

Da Rússia

 

LETRA - E


Entre as brumas da memória

Esquerda Republicana

Estado Sentido

 

LETRA - H


hoje há conquilhas, amanhã

Homem Urbano

Horas Extraordinárias

 

LETRA - I


irmão lúcia

INDÚSTRIAS CULTURAIS

(in)Transmissível

 

LETRA - J


jugular

 

LETRA - L


lusofolia

Ladrões de Bicicletas

Livros de Areia Editores

LER

 

LETRA - M


Minoria relativa

 

LETRA - N


Não sei o quê, um blog

noite americana

Nostalgia Futura/a>

 

LETRA - O


O MacGuffin

O Insurgente

O JUMENTO

o Avesso do Avesso

O que fica do que passa

Ortografia do olhar

o silêncio dos livros

 

LETRA - P


portugal dos pequeninos

Pedro Rolo Duarte

 

LETRA - S


sorumbático

segunda língua

 

LETRA - T


Tantos Livros Tão Pouco Tempo

 

LETRA - V


Venice is Not Sinking

 

LETRA - 1,2,3


31 da Armada

25 centímetros de neve



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D