Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Rapariga no Comboio

por João Ferreira Dias, em 10.01.16

O Francisco já havia escrito sobre este tão aclamado livro de Paula Hawkins. Quantos de nós não nos encontrámos já a imaginar vidas para os demais que vemos para lá das janelas? É precisamente dessa ideia que parte "A Rapariga no Comboio". Um thriller sobre vidas cruzadas para lá da imaginação, segredos guardados, vidas onde a realidade transforma a fantasia do ideal em sombras e dias cinzentos. Todavia, não o tomo nem por um thriller arrepiante nem por um livro que nos agarra desde o começo. Ao contrário dos policiais de Camilla Läckberg, para citar um caso feminino atual, este thriller de Paula Hawkins é, até meio da narrativa, aborrecidamente feminino, ao explorar em excesso os dramas emocionais de Rachel que só a espaços contribuem para o desenrolar da ação. Nesse sentido, a escritora sueca consegue oferecer-nos um olhar feminino universalista, enquanto Hawkins parece escrever um thriller para mulheres. Não obstante, "A Rapariga no Comboio" é um bom livro para estas noites chuvosas, que consegue articular perfeitamente as personagens e oferecer um lado sombrio a um personagem que aparenta a maior das tranquilidades. No entanto, sabemos, os psicopatas costumam aparentar a mais perfeita inserção social. 

 

© fotografia do autor

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



BLOGOSFERA

LETRA - A


Antropocoiso

A FORMA E O CONTEÚDO

Aventar

[a barriga de um arquitecto]

às nove no meu blogue

Autores e Livros

Aspirina B

ABC do PPM

A barbearia do senhor Luís

A Natureza do Mal

Arcebispo de Cantuária

A Arte da Fuga

Ativismo de Sofá

o Avesso do Avesso

A Terceira Noite

A B S O R T O

Água Lisa

Arcadia

avatares de um desejo

A Causa Foi Modificada

 

LETRA - B


BLASFÉMIAS

Banco Corrido.

Bicho Carpinteiro

Bibliotecário de Babel

...bl-g- -x-st-

blogue dos marretas

cinco dias

Câmara de Comuns

Corta-fitas

Causa Nossa

Clube das Repúblicas Mortas

Cadeirão Voltaire

Córtex Frontal

Cibertúlia

CHARQUINHO

classepolitica

Cartas de Política

 

LETRA - D


Delito de Opinião

Diário Ateísta

Da Literatura

Direito & Economia

Da Rússia

 

LETRA - E


Entre as brumas da memória

Esquerda Republicana

Estado Sentido

 

LETRA - H


hoje há conquilhas, amanhã

Homem Urbano

Horas Extraordinárias

 

LETRA - I


irmão lúcia

INDÚSTRIAS CULTURAIS

(in)Transmissível

 

LETRA - J


jugular

 

LETRA - L


lusofolia

Ladrões de Bicicletas

Livros de Areia Editores

LER

 

LETRA - M


Minoria relativa

 

LETRA - N


Não sei o quê, um blog

noite americana

Nostalgia Futura/a>

 

LETRA - O


O MacGuffin

O Insurgente

O JUMENTO

o Avesso do Avesso

O que fica do que passa

Ortografia do olhar

o silêncio dos livros

 

LETRA - P


portugal dos pequeninos

Pedro Rolo Duarte

 

LETRA - S


sorumbático

segunda língua

 

LETRA - T


Tantos Livros Tão Pouco Tempo

 

LETRA - V


Venice is Not Sinking

 

LETRA - 1,2,3


31 da Armada

25 centímetros de neve



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D